domingo, 27 de setembro de 2009

"Viver a Vida" traz à tona discussão sobre Cuidados Paliativos.

Bom dia meus amados.
Tentando voltar às postagens diárias, aqui estou eu, antes de começar uma maratona: correções de provas sempre me fazem ficar estressada. Penso que é a pior parte da vida do professor, mas é uma atribuição que não podemos delegar a ninguém, portanto... hoje é o domingo das correções. :)
Conforme disse na postagem anterior, estive acamada e aí, não tem jeito, a velha TV vira a companhia mais adequada. E eis que uma bela surpresa me fez feliz.
Trabalho à noite dando aulas em uma escola pública e não tenho como acompanhar as novelas, mas esta última, do Manoel Carlos, que estreou semana passada, está receheada de pequenos 'toques' para refletir, e doente, acabei assistindo dois capítulos. Fiquei bem animada quando vi os médicos de um hospital iniciando aulas sobre "cuidados paliativos" para pacientes terminais.
Sobre o assunto, vale ressaltar que é uma tentativa de resgatar o doente terminal daquele estado de 'esperando a morte chegar' e levá-lo " à melhor qualidade de vida possível, sem dor, sem obstinação terapêutica e o melhor de tudo, assistido pela família que se prepara também para esta separação, porém com uma diferença: psicologicamente trabalhados e tendo a certeza de que todos nós passaremos por este processo um dia.
Lembro-me que no ano passado, no III Simpósio de Bioética da Amazônia, o tema Eutanásia foi brilhantemente esmiuçado.
Médicos brasileiros e internacionais discutiram as possibilidades da morte digna, mas não pelo desligamento dos aparelhos, mas pela consciência de que a morte faz parte do ciclo de vida de todo ser vivo, e que como tal, precisa ser discutida, redimensionada, para não trazer aos que estão próximos à ela, a sensação de que morrer é a melhor saída.
Um dos palestrantes, demonstrou com estatísticas, que pacientes terminais e suas famílias, que estão bem assistidos, dificilmente solicitam a eutanásia (onde ela é permitida), ou mencionam a possibilidade do suicídio assistido.
Os cuidados paliativos são hoje a promessa da medicina para responder e se opor à prática da eutanásia, trazendo dignidade sim, mas certamente com amor da família, inibição da dor e do sofrimento de quem está se preparando para 'o outro lado da vida'.
Legal a novela abordar esse assunto. Muito legal mesmo! Porque sei, que embora não devesse, mas ela forma opiniões, faz as pessoas dscutirem, e mesmo aqueles que já fizeram a sua opção a favor da liberação da eutanásia, tem a chance de rever seus conceitos e pelo menos discutir o fato e outras possibilidades.
'Tá aí' um serviço de utilidade pública!
"Maneco"... arrasou de novo!
Bom dia a todos!
OBS: Para saber mais sobre cuidados paliativos, vai aí um link bem interessante!

3 comentários:

PROFª. ROSÂNGELA disse...

É amiga ta uma dureza ficar em casa né, mas ai vai mais um selo pra o seu magnifico blog. O selo VIP. Pegue no link abaixo:
http://ciencisagora.blogspot.com/2009/09/selo-esse-blog-e-vip.html

Um abraço.

augusto cesar e luiz pedro disse...

Na postagem "Viver a Vida" traz à tona discurssão sober cuidados Paliativos,monstra uma forma de se resgatar um paciente do terminal(ou seja,do estado de já tar esperando a morte)dando a eles uma qualidade de vida melhor e sem dor.Ao contrario da Eutánasia, que diz que a morte e digna,ou seja,a pessoa já tem a conciência que amorte faz parte do ciclo da vida.
Na minha nós todos um dia vamos morrer,não temos porque temer a morte.

Augusto Cesar e Luis Pedro
1° 4

mini disse...

ola amiga deixeite um comentario no post das orcas nao sao baleias le depois se quiseres visita o meu cantinho.

beijinhos

o brasil é lindo