segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Canguru Albino... ah, essa tal de genética!!!!!

"De olhos vermelhos,
de pelo branquinho
de pulo bem leve...
eu sou...."
Aham... aposto que você completou a frase com: eu sou COELHINHO!
kkk, mas a imagem já disse tudo, trata-se de um CANGURU ALBINO.
Lindoooooooo. Ele nasceu há dois meses em um zoo de Paphos, no Chipre, mas somente no finalzinho de julho ele resolveu sair da bolsa da mamãe canguru :)
A natureza é assim mesmo... nos presenteia de vez em quando com uma raridade desses.
Boa noite amados!

29 comentários:

Anônimo disse...

Universidade Federal de Viçosa - Campus Florestal. 1º Ano Turma I - Professor Hebert Lehner.
Essa situação de albinismo é realmente muito interessante. Vimos em Genetica que é um caso realmente raro. O Gene recessivo causador do albinismo é dificil de se manifestar. Ele causa então, a falta de melanina que da cor aos pelos e aos olhos do canguru. Tenho dó do pobre coitado canguru, pois é muita sensivel ao sol, prejudicando assim sua vida animal de caça e sobrevivência.

lele disse...

O fato de nascer um canguru albino, mostra que para vida nao há limites, e que, hoje em dia pode-se estudar esses fatores, que influencia para isso acontecer. Gracas a Genetica, conseguimos tirar as duvidas sobre esse tipo de coisa e ainda desvendar
os misterios da vida.

Alexandre Barcelos
Paulo Ricardo

Alunos 1º ano - Professor: Hebert- Cedaf

Francielle disse...

Muito lindo mesmo...

Esse canguru é muito raro,, suas chances de ocorrer são de uma em cada dez mil exemplares. Por isso é tão importante, existem alguns exemplares em parques zoológicos na Áustria e Austrália..
Outra curiosidade também é que só saem da bolsa materna aos seis meses de idade,, por isso não dá pra dizer o sexo antes desse tempo,, e portanto escolher o nome também não dá..

by:Francielle Mara de Oliveira e Thaís Aparecida Moraes; alunas do prof. Hebert Lehner, 1º ano do ensino médio..

Francielle disse...

Muito lindo mesmo...

Esse canguru é muito raro,, suas chances de ocorrer são de uma em cada dez mil exemplares. Por isso é tão importante, existem alguns exemplares em parques zoológicos na Áustria e Austrália..
Outra curiosidade também é que só saem da bolsa materna aos seis meses de idade,, por isso não dá pra dizer o sexo antes desse tempo,, e portanto escolher o nome também não dá..

by:Francielle Mara de Oliveira e Thaís Aparecida Moraes; alunas do prof. Hebert Lehner, 1º ano do ensino médio..

Alexandre disse...

Hoje em dia, acontecem casos raros, ou nao. Com a Genetica podemos desvendar os mais incriveis ramos da vida. Como e o caso do Canguru albino, que por ser albino se torna um caso raro. Tendo como base ensinamentos na sala de aula, temos uma base so que pode ter acontecido.

Alunos 1º I> Alexandre Barcelos E Paulo Ricardo
Prof.: Hebert - CEDAF

Alexandre disse...

Hoje em dia, acontecem casos raros, ou nao. Com a Genetica podemos desvendar os mais incriveis ramos da vida. Como e o caso do Canguru albino, que por ser albino se torna um caso raro. Tendo como base ensinamentos na sala de aula, temos uma ideia do que pode ter acontecido.

Alunos 1º I> Alexandre Barcelos E Paulo Ricardo
Prof.: Hebert - CEDAF

Malu disse...

Cangurus albinos são determinados por genes recessivos, e cangurus normais por genes dominantes. Pela foto podemos perceber que a mãe é um canguru normal; ou seja, ela é Heterozigótica (Aa); como não conhecemos o pai, podemos dizer então que ele pode ser Homozigótico (aa) ou Heterozigótico (Aa).
Canguru homozigótico (aa) X Canguru heterozigótico (Aa) = 50% de chance de nascer albino.
a a
A Aa Aa
a aa aa

Canguru heterozigótico (Aa) X Canguru heterozigótico (Aa) = 25% de chance de nascer albino.
A a
A AA Aa
a Aa aa

Como os cangurus pais foram ‘sortudos’ veio um filho albino...


Malu e Tuane
1°ANO do Ensino Médio do Professor Hebert
Cedaf-UFV

Dani Benaion disse...

Oi genteeeeeeeee, é bom mesmo percebermos que a genética pode nos explicar muitas coisas. O melhor disso tudo é conseguirmos entender isso a partir das nossas aulas, e o professor de vocês é fera!!!
Abração

Anônimo disse...

oi gente... esse canguru albino é lindo, essa tal de genética é maravilhosa. mas isso é muito difícil de acontecer mas não impossivel, pois se o pai e a mãe do filhote tiver alelos recessivos o filhote tem 25% de chance de ser albino. esse canguru teve sorte, pois ele é os 25%.

ANA CLÁUDIA E MATHEUS AUGUSTO
1° ano II
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS FLORESTAL-CEDAF

Daiana disse...

Animais como esse são super raros de se ver...Isso nos mostra como a vida é cheia de surpresas...
Cangurus albinos são extremamente raros, nascendo brancos apenas 1 em cada 10 mil exemplares. Ainda bem que sobre esses casos, já não há mais tanta dúvida, pois graças á genética, isso tudo já é explicado...

Daiana Ap. E Samuel de Sena, Alunos do 1º Ano do Ensino Médio do Professor Hebert (CEDAF_UFV)

Lucas Augusto e Tárik Ferreira disse...

Quando o albinismo ocorre no habitat selvagem os animais têm uma taxa muito baixa de sobrevivência. Diferentes alterações dos genes podem causar albinismo. O albinismo é hereditário e está condicionado a um gene que tem caráter recessivo, não aparecendo em todas as gerações. As pessoas ou animais com albinismo têm muito pouca pigmentação em seus olhos, pele ou cabelo tendo assim dificuldade de enxergar em lugares muito claros e podem sofrer queimaduras por radiação solar facilmente, sendo muito provável que desenvolvam câncer de pele caso não se protejam adequadamente.
Lucas Augusto e Tárik Ferreira (Alunos do 1º ano do ensino médio do prof. Hebert - CEDAF -).

Thiago disse...

Bastante interessante, o canguru nasceu com falta de melanina por isso que ele é todo branco e dos olhos vermelhos, é bem raro nascer um animal albino porque é difícil do gene recessivo se manifestar, MAS não é impossível. Existem vários outros animais com a falta da melanina, ou seja, albino, como cobra, macaco, peixe etc.

CEDAF- CAmpus de Florestal
Thiago, Octavio, Maria Gabriela
1º 1
Hebert

Anônimo disse...

oi gente... esse canguru albino é lindo, essa tal de genética é maravilhosa. mas isso é muito difícil de acontecer mas não impossivel, pois se o pai e a mãe do filhote tiver alelos recessivos o filhote tem 25% de chance de ser albino. esse canguru teve sorte, pois ele é os 25%.

ANA CLÁUDIA E MATHEUS AUGUSTO ALUNOS DO PROFESSOR HEBERT LEHNER
1° ano II
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS FLORESTAL-CEDAF

Dani Benaion disse...

Oi gente. Pelo jeito vocês gostaram mesmo do canguru albino não é mesmo. Mas saibam que não é sorte não ele ser assim.
Na verdade ele fica desprotegido da radiação solar, o que pode lhe trazer muitos probleminhas, inclusive cancer de pele :(
Mas que ele é uma gracinha... isso ele é!
Beijãoooooooooo!

Anônimo disse...

Maximiliano e Dellis
Muito interassante,esse e um caso rarissimo,pois pra ele nascer e preciso haver dois cangurus de gene recessivo para albinismo,a cor dele e dada pela falta de melanina o que desprotege o do sol,ficando com difiçil sobrevivéncia no seu habitat nattural.
alunos do 1ano do Hebert de biologia cedaf,ufv campus florestal.

Anônimo disse...

Maximiliano e Dellis
o canguru albino e um tipo rarissimo ,a sua cor se deve a falta melanina na pele,é muito difiçil de aconteçer pois ele e so se manifesta em homozigoze recessiva,é um lindo canguru ,porem tera dificuldade de viver seu habitat natural pois é sen´sivel a luz solar
alunos do primeiro ano do ensino medio da ufv camous florestal hebert biologia MAX e Dellis

Anônimo disse...

Maximiliano e Dellis
interessante,e um caso rarissimo na espécie pois so se manifesta na homozigoze recessiva ,ele nao possui melanina na pele por isso e muito branco,ele vai ter dificuldades de sobrevivência no habitat natural pois e sensível a luz solar
alunos do 1 ano de biologia
hebert

Anônimo disse...

Universidade Federal de Viçosa - Campus Florestal-
Reinaldo Pavione
Gostei muito dessa imagem, por que nunca pensei que poderia existir algo tão diferente, despertando assim a nossa curiosidade.
É um fato muito interessante e raro, pois acontece a manifestação do genótipo homozigoto recessivo originando assim um canguru albino. O canguru albino é bem sensível a luz (ao sol).
Prejudicando assim na sua vida animal (pesca e caça).

Anônimo disse...

Daísa e Tatyane
Oi gente...
A genética é mesmo um fator surpreendente.O albinismo é uma alteração dos genes que ocorre nos mais diversos seres vivos,sejam eles animais ou vegetais que afeta a pigmentação,através de um defeito na produção pelo organismo da melanina.O que aconteceu com o canguru,se refere diretamente a essa explicação.Esse animal sofreu uma anomalia congénita,caracterizada pela ausência total da pigmentação da pele,dos pêlos e dos olhos,sendo assim,um animal de gene recessivo que só acontece uma a cada 10 mil exemplares o que pode se notar como que esse canguru é uma raridade.
Alunas do professor Hebert Lehner.
UFV-CAMPUS 2
1ºIV

Anônimo disse...

Daísa e Tatyane
Oi gente...
A genética é mesmo um fator surpreendente.O albinismo é uma alteração dos genes que ocorre nos mais diversos seres vivos,sejam eles animais ou vegetais que afeta a pigmentação,através de um defeito na produção pelo organismo da melanina.O que aconteceu com o canguru,se refere diretamente a essa explicação.Esse animal sofreu uma anomalia congénita,caracterizada pela ausência total da pigmentação da pele,dos pêlos e dos olhos,sendo assim,um animal de gene recessivo que só acontece uma a cada 10 mil exemplares o que pode se notar como que esse canguru é uma raridade.
Alunas do professor Hebert Lehner.
UFV-CAMPUS 2
1ºIV

Anônimo disse...

Daísa e Tatyane
Oi gente...
A genética é mesmo um fator surpreendente.O albinismo é uma alteração dos genes que ocorre nos mais diversos seres vivos,sejam eles animais ou vegetais que afeta a pigmentação,através de um defeito na produção pelo organismo da melanina.O que aconteceu com o canguru,se refere diretamente a essa explicação.Esse animal sofreu uma anomalia congénita,caracterizada pela ausência total da pigmentação da pele,dos pêlos e dos olhos,sendo assim,um animal de gene recessivo que só acontece uma a cada 10 mil exemplares o que pode se notar como que esse canguru é uma raridade.
Alunas do professor Hebert Lehner.
UFV-CAMPUS 2
1ºIV

Anônimo disse...

Daísa e Tatyane
Oi gente...
A genética é mesmo um fator surpreendente.O albinismo é uma alteração dos genes que ocorre nos mais diversos seres vivos,sejam eles animais ou vegetais que afeta a pigmentação,através de um defeito na produção pelo organismo da melanina.O que aconteceu com o canguru,se refere diretamente a essa explicação.Esse animal sofreu uma anomalia congénita,caracterizada pela ausência total da pigmentação da pele,dos pêlos e dos olhos,sendo assim,um animal de gene recessivo que só acontece uma a cada 10 mil exemplares o que pode se notar como que esse canguru é uma raridade.
Alunas do professor Hebert Lehner.
UFV-CAMPUS 2
1ºIV

daisa e tatyane disse...

Daísa e Tatyane
Oi gente...
A genética é mesmo um fator surpreendente.O albinismo é uma alteração dos genes que ocorre nos mais diversos seres vivos,sejam eles animais ou vegetais que afeta a pigmentação,através de um defeito na produção pelo organismo da melanina.O que aconteceu com o canguru,se refere diretamente a essa explicação.Esse animal sofreu uma anomalia congénita,caracterizada pela ausência total da pigmentação da pele,dos pêlos e dos olhos,sendo assim,um animal de gene recessivo que só acontece uma a cada 10 mil exemplares o que pode se notar como que esse canguru é uma raridade.
Alunas do professor Hebert Lehner.
UFV-CAMPUS 2
1ºIV

Anônimo disse...

Daísa e Tatyane
Oi gente...
A genética é mesmo um fator surpreendente.O albinismo é uma alteração dos genes que ocorre nos mais diversos seres vivos,sejam eles animais ou vegetais que afeta a pigmentação,através de um defeito na produção pelo organismo da melanina.O que aconteceu com o canguru,se refere diretamente a essa explicação.Esse animal sofreu uma anomalia congénita,caracterizada pela ausência total da pigmentação da pele,dos pêlos e dos olhos,sendo assim,um animal de gene recessivo que só acontece uma a cada 10 mil exemplares o que pode se notar como que esse canguru é uma raridade.
Alunas do professor Hebert Lehner.
UFV-CAMPUS 2
1ºIV

Anônimo disse...

Canguru Albino, creio que nao seja algo muito comum de se ver ^^, a genetica mais uma vez mostrou que é algo muito interessante de se estudar, porem nesse caso nao poderia dizer que foi algo que ira beneficiar o conguru, pelo contrario, ele fica mais vulneravel a radiaçao solar pela ausencia de melanina

Alunos Do 1° Ano do ensino medio do Professor hebert

Anônimo disse...

Canguru Albino, creio que nao seja algo muito comum de se ver ^^, a genetica mais uma vez mostrou que é algo muito interessante de se estudar, porem nesse caso nao poderia dizer que foi algo que ira beneficiar o conguru, pelo contrario, ele fica mais vulneravel a radiaçao solar pela ausencia de melanina

Alunos Do 1° Ano do ensino medio do Professor hebert

Alunos :
Erick Fernando
Pedro Henrique

Anônimo disse...

Albinismo é realemte algo fascinante,
a genetica mais uma vez mostra que é um estudo que sempre surpreende, mesmo quem esta ligado diretamente a isso fica alucinado com esse tipo de raridade.

Albinismo é um fenomeno raro mas nao beneficia o animal, pois ele fica sem resistencia aos raios solares pela sua falta de melanina.

Dupla:
Erick Fernando
Pedro Henrique

Alunos do 1° ano Do Professor Hebert

Lucas Octávio disse...

Um caso como esse de albinismo, pode ser caracterizado pela falta de uma substância chamada melanina. Essa substância, é responsável pela pigmentação de nossa pele.
O que explica o fato ocorido com esse canguru foi a manifestação de genes recessivos, algo muito raro de acontecer e
por ser tão pouco provável teve toda essa repercursão.
Essa probabilidade pode ocorrer com cangurus que têm pais heterozigotos e que carregam o gene recessivo.
Nesse caso o ganguru pode sofrer com algumas consequências dessa falta de melanina, como por exemplo a maior sensibilidade à luz solar.

Alan disse...

Alan Valdir e Caike Costa
Como podemos visualizar o canguru albino que possui o genótipo homozigoto recessivo e descendente de um canguru que apesar de ter o genótipo recessivo não o apresenta fenotipicamente, pois possui também o genótipo dominante que impede que o genótipo albino se manifesta. Por ser uma característica um tanto quanto rara e sem duvidas um belo canguru tanto no ponto de vista estético (beleza) quanto geneticamente por se tratar de um canguru raro.

Alunos do 1ºano de biologia do professor Hebert Lehner