segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Influenza A H1N1 - Alerta Geral

Boa noite meus caros.
Hoje o dia não foi fácil não.
Neste retorno às aulas, tenho observado que meus alunos ainda andam descrentes de todo o perigo que a Gripe A H1 N1 representa.
As vezes, me parece que eles foram 'anestesiados' para não acordar e ver o perigo diante dos olhos deles. Não sei ao certo se isso é bom, ou ruim.
Embora o pânico não deva se instalar na população, me assusta que mesmo com tantas mortes sendo divulgadas, as pessoas ainda continuem lotando os shoppings, os cinemas, os supermercados e os bancos.
Foi como eu disse à eles (meus alunos) hoje ( e esta semana inteira que passou meu discurso é o mesmo): se o HIV, que tem um tipo de contaminação muito diferente, está no Brasil há 30 anos, com toda a informação possível para precaução, e ainda assim o número de pessoas infectadas continua aumentando, façam idéia do que é esta gripe que é nova para os pesquisadores, e tem uma ação muito rápida...
Mas ainda assim, sinto que eles não tem medo... o que é uma pena.
Porque o medo nos faz refletir, e neste caso, não dá para dizer que não há necessidade de reflexão.
Só hoje, foram confirmadas mais 25 mortes no País... já imaginaram o que é isso?
Continuamos em alerta para a prevenção, que por enquanto é nossa única arma.
Portanto, se você é educador, ou tem como falar à muitas pessoas, não se cale.
Fale, brade, mas não deixe que as pessoas se tornem céticas diante deste mal, que traz insegurança e impotência aos menos informados.
O link a seguir, traz as últimas informações.
Visite,
Divulgue,
Ajude o país a se prevenir. Tenho certeza que se na pandemia de 1918, os meios de comunicação fossem como hoje, certamente nós teríamos evitado que quase 1/3 da população humana do planeta tivesse se dizimado.

3 comentários:

Anônimo disse...

Certamente esse é um mal que deve ser tratado com mais atenção pela população, em tempos mais antigos doenças como esta devastaram nações inteiras( como a gripe espanhola), e hoje pode acontecer o mesmo se não nos cuidarmos, entam fiquem atentos as medidas preventivas, e quando centirem algum sintoma procurem um médico o mais rapido possivel.

João Paulo e Alaf
Alunos do Professor Hebert do 1º ano

Alexander e Hewerton disse...

Oi! Somos alunos da Cedaf/UFV,alunos do professor de biologia Hebert Lehner. Lendo sua postagem,resolvemos escrever um pouco do que sabemos sobre a gripe suína!!!!

Como surgiu a gripé suína

A gripe suína está fazendo vitimas pelo mundo inteiro. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saude), há registrados mais de 1419 casos de pessoas infectadas em 22 países diferentes.
Alguns especialistas acreditam que o vírus AH1N1 possa ter surgido através de mutações. O México é o país com maior número de infectados, e foi lá, também, que foi registrado o primeiro caso da doença. No dia 8 de abril, uma mulher da cidade de Oxaca, foi internada com dificuldade respiratória e diarréia.
Após o surgimento de mais pacientes sofrendo com os mesmos sintomas, exames constataram a presença do vírus tipo A. Um caso semelhante ao da gripe suína ocorreu no ano de 1918, provocando uma pandemia.



Alexander e Hewerton

Íris disse...

A influenza A (h1n1) conhecida popularmente como gripe suína ou gripe do porco atacou em si o mundo inteiro trazendo mortes em geral. No princípio não havia cura para esta gripe, graças a medicina descobriram uma nova vacina contra a mesma. Esse vírus é transmitido de pessoa por pessoa através do toque, da tosse, etc. Para tentarmos diminuir esse quadro devemos nos previnir evitando contato direto com as pessoas e prestarmos mais atenção na higiene do nosso dia-a-dia.

Kellen e Íris. UFV campus Florestal . Professor Hebert Lehner