sábado, 31 de janeiro de 2009

"2009 é o Ano do Gorila!"

Chegou enfim o dia de voltar para minha doce Cidade Morena.
Saudades da minha gente, do sotaque chiado que me fez tão diferente por aqui.
Uma coisa eu sei. Estou muito feliz de ter podido divulgar um pouco da cultura do Pará, acabar com certos mitos e preconceitos sobre meu Estado e poder encantar a alguns quando falava sobre o que é viver na Amazônia e amar o que se faz.
De certo modo, o que vou levando na bagagem, é muito mais do que aprendizado científico e profissional.
Estar longe de tantas coisas... foi motivo para que eu me aproximasse de mim mesma, e isso faz bem de vez em quando, porque só assim podemos de fato conhecer quem somos, quando somos forçados a um encontro com a gente mesmo ;)
Estes dias o blog ficou descoberto porque estou sem computador. Ele realmente deu pau e só em Belém vou ver o que fazer... mas hoje resolvi vir a um cyber fazer a postagem do dia.
Há também um outro motivo especial, e é claro... vocês já devem ter visto pela imagem acima... eu estava esperando a oportunidade de postar as fotos do Idi Amin (o famoso gorila de BH, ou melhor, do Brasil, ou melhor: da América do Sul).
Mas eu quera postar fotos feitas por mim mesma ;) e como só fui ao zoológico de BH dois dias antes desta postagem, somente hoje é que baixei as fotos.
A ONU decretou 2009 como o Ano do Gorila.
Esta iniciativa deseja que todos se envolvam na causa da preservação da espécie que já é ameaçada de extinção.
Quem vê o Idi Amin de perto, tem várias reações. Eu pude ficar mais de duas horas observando este gigante e fiquei impressionada como as pessoas o olham, falam dele, se comovem ou acham que aquela vida dele é a melhor do mundo.
Idi está sozinho há muito tempo. Suas duas companheiras que vieram há mais de 20 anos, faleceram. Uma vítima de uma otite (inflamação nos ouvidos) que gerou infecção generalizada e outra que já veio doente e 14 dias depois de chegar ao Brasil não resistiu.
Em outubro de 2008, esperava-se que as duas fêmeas inglesas, acertadas em um convênio entre a Vale do Rio Doce, prefeitura do Zoo de BH e o Zoo da Inglaterra, chegassem para lhe fazer companhia. Mas ao chegar lá para buscá-las, foi descoberto que o governo africano queria mais uma soma em dinheiro para este investimento, e infelizmente este patrocínio não se conseguiu :(
Idi continua solitário, e há quem diga que isso é maldade.
Mas eu me pergunto: será que se ele vivesse na natureza, já não teria sido vítima como tantos outros da ganância humana?
Por isso, não sou a favor de que os animais vivam presos, mas entendo que o trabalhos dos zoológicos é fundamental para que nosso netos, bisnetos e as outras gerações possam conhecer estes animais.
Um beijo carinhoso no povo de BH que foi tão gente boa comigo!
Até mais ver gente!
E como dizem os mineiros:
"Ô trem bom esse sô!"

2 comentários:

PROFESSOR CARLÃO disse...

Estou convocando-lhe a participar de um MEME! Compareça ao blog e saiba um pouco mais sobre...Abraços!

Tais Luso de Carvalho disse...

Ótimo, ótimo!
Voltarei com mais tempo, amiga.
Parabéns pelo blog, é uma aula, e de graça!

Um afetuoso agraço
Tais